Fizemos uma pesquisa durante a Jornada Full Voice sobre as principais questões que os cantores querem resolver em suas vozes.

Não foi nenhuma surpresa encontrarmos termos como agudos, extensão vocal, potência, afinação e timbre. Porém, o termo que mais se destacou foi CONTROLE VOCAL.

Faz todo o sentido desejarmos controle acima de tudo. Queremos dominar totalmente nosso instrumento, nossa emissão vocal.  Queremos que a voz saia exatamente do jeito que planejamos.

No entanto, controle vocal é um termo vago. Acaba incluindo em si vários aspectos que precisamos dominar na nossa voz para cantar bem. Portanto, cada cantor(a) vai associar o controle vocal em mais ou menos intensidade a cada aspecto.

 

O que impede o controle vocal

Ainda que controle vocal possa significar o domínio de habilidades diferentes para cada pessoa, muitos cantores não possuem clareza do que é necessário para atingir o controle de sua emissão vocal.

Então, para começar, jogo a seguinte pergunta: você acha possível controlar alguma coisa que nem sabe como funciona? Provavelmente você dirá que não…

Falta de controle vocal não é necessariamente o maior problema dos cantores, mas sim a falta de conhecimento do seu próprio instrumento e dos comportamentos vocais que geram a instabilidade e a falta de controle.

Por isso, eu vou explicar aqui sobre os Perfis Psicossomáticos da Voz do Full Voice Studios®. A classificação desses perfis faz parte do nosso método e nos ajuda a mapearmos padrões de comportamentos e expectativas vocais.

Todas as pessoas se encaixam em algum dos perfis que irei mencionar. O entendimento e a clareza sobre o perfil em que você se encontra é fundamental para descobrir o que impede o seu controle vocal.

(Obs.: esse texto traz situações nas quais você pode se identificar, mas não substitui a avaliação de um Full Voice Coach para identificar o seu Perfil Psicossomático e lhe orientar em exercícios personalizados para o SEU controle vocal. Clique aqui para agendar uma aula de diagnóstico vocal com um de nossos Voice Coaches).

 

Os Perfis Psicossomáticos da Voz

Os perfis psicossomáticos da voz nada mais são que comportamentos oriundos das expectativas e hábitos vocais de cada indivíduo. Como mente e corpo se conectam intimamente e um é afetado pelo outro, é impossível dissociar a atividade mental (consciente e, sobretudo, subconsciente) da atividade orgânica (muscular e anatômica).

Berrão

O Berrão é o perfil de quem se esforça muito para cantar, sobretudo nos agudos. É comum apresentar rouquidão após cantar e também baixar a tonalidade das músicas com frequência.

Em geral as pessoas desse perfil gostam e esperam de si mesmas uma voz forte e potente. Não gostam ou até mesmo não conhecem sua voz de cabeça ou falsete.

As maiores queixas de falta de controle vocal dos berrões são em relação à extensão vocal e ao alcance e sustentação dos agudos. Por sobrecarregarem seu instrumento, também é comum não conseguirem manter consistência na afinação, “semitonando” as notas ou dependendo da sorte pra chegar lá (um dia alcança, no outro já não alcançou).

Voz Pequena

Diferente do Berrão, quem é do perfil Voz Pequena não apresenta muita dificuldade no alcance dos agudos. Porém, as maiores queixas de falta de controle vocal neste perfil são a respeito do alcance dos graves, excesso de soprosidade na voz e falta de projeção vocal.

É comum que se encaixe nesse perfil pessoas tímidas e/ou que reclamam de falta de projeção tanto na voz falada quanto cantada.

Voz Falha

O Voz Falha pode ter uma boa extensão vocal, mas o seu controle é inconsistente. Ou seja, na conexão entre os graves e os agudos, a voz pode falhar.

Essa falha pode ser brusca e evidente, soando bem desagradável. Mas pode também ocorrer através de uma mudança no timbre entre as regiões da extensão. Ou até mesmo pode ser representada por uma leve suavizada ou aumento de soprosidade na voz.

Em geral as queixas sobre falta de controle vocal do Voz Falha são associadas à instabilidade entre registros, falta de consistência e projeção, dificuldades em manter o timbre equilibrado em toda a extensão.

Full Voice

O perfil Full Voice é o perfil do controle e da consciência vocal. É quando o cantor já consegue manter uma boa extensão vocal, com graves e agudos consistentes, sem falhas na voz, com boa projeção e potência.

 

É a prática que leva à perfeição

Agora você já conheceu um pouquinho sobre os Perfis Psicossomáticos da Voz do Full Voice Studios®. Mas e aí? Conhecendo o seu perfil, como desenvolver o controle da sua voz?

A chave está na prática. A partir do momento em que identificamos o que impede o seu desenvolvimento, é necessário praticar novos hábitos vocais. Ou seja, comportamentos que melhorem a sua voz e também a sua consciência e controle. Aí é praticar, praticar, praticar.

Se você quer começar a entender mais sobre sua voz, praticar e desenvolver mais o controle da sua voz, inscreva-se agora na Jornada Full Voice. Tem uma aula exclusiva com mais informações sobre os Perfis Psicossomáticos da Voz do Full Voice Studios® e atividades práticas.

>