O bom de ter a possibilidade de escrever num blog, somando-se à capacidade de devaneios da minha cabeça e meu pensamento “em espiral” (segundo uma professora minha de epistemologia da faculdade), é que toda reflexão acaba se tornando um post que (acredito eu, pelo menos) ser excelente para nós cantores.

Dia desses conversava com um dos meus alunos, dono de uma voz linda e poderosa, por sinal, a respeito do quão muitas pessoas estão preocupadas em impor suas posições de “donos da verdade”, ou porta-vozes dessa, através das críticas ofensivas. Ainda sobre o assunto, conversava com outra aluna minha, também excepcional cantora (e artista como um todo), sobre esse contexto: a crítica. E tenho percebido como, atualmente, muitas pessoas estão mais propensas à crítica do que à admiração. Isso, meus queridos e queridas, me assusta DEMAIS! As pessoas, principalmente no nosso meio (o vocal), têm se preocupado tanto em procurar falhas, defeitos, deslizes que se esquecem de olhar A PESSOA que está lá cantando, se expressando, lidando, inclusive, com seus próprios fantasmas e assombrações interiores, com seus medos e tentando (DEMAIS MESMO) todos os tipos de superações (e não só vocais). Recentemente, só para terem uma idéia, uma grande cantora chamada Idina Menzel (uma DIVA do Teatro Musical nos EUA), realizou um sonho: cantar numa cerimônia do OSCAR uma música que fora composta para ela. A canção em questão é “Let It Go”, do novo sucesso das telonas “Frozen”. Houveram alguns deslizes na apresentação e isso é fato, mas parece que as pessoas fecharam totalmente seus olhos à magnitude dessa grande artista que é a Idina Menzel e, a partir daí, críticas à sua performance choveram torrencialmente. Imaginem o quão nervosa ela não estava. E além do mais, todos sabem que ela está ainda “arrasando” em Nova Iorque estrelando musicais sem parar.

Ou seja, a mensagem que tenho é direta: Esteja preparado(a) para as críticas, pois elas existirão. Infelizmente as pessoas são implacáveis, egoístas e tentam se impor ao máximo através da crítica. Mas não dê ouvidos àquilo que vem a você como uma simples ofensa, ou mesmo como uma forma nefasta de tentar diminuir você, subjugar você. Dê ouvidos ao seu coração e àqueles que têm ternura, carinho e valorizam a sua alma de artista. E, O MAIS IMPORTANTE, nunca se esqueça por que você canta. Suas motivações e realizações são só suas e de mais ninguém. Não deixe ninguém reduzir isso a apenas alguns caracteres de críticas balbuciadas à esmo.

E antes de finalizar, li algo MUITO bacana hoje pela manhã que casa com esse post e essa mensagem. Dizia mais ou menos assim. “Tudo na vida é temporário. Portanto, aproveite o que é bom, pois um dia acaba. E, da mesma forma, não se preocupe tanto com o que pode ser ruim, pois também vai passar”.

Um forte abraço a todos.

Fernando Zimmermann

Fernando Zimmermann

Co-fundador do Full Voice Studios e Voice Coach de cantores do Brasil e do mundo, Fernando ajuda cantores e cantoras de todos os estilos a desenvolverem não apenas o máximo potencial vocal, mas também a plenitude artística e pessoal.
>